Recaatingamento

26/08/2011

Potencial da Baraúna é aproveitado pelas famílias do Semiárido

por

Entre os indígenas a árvore recebeu o nome de muira-una, mas atualmente em todo o Semiárido é conhecida com o nome de Baraúna ou Braúna. A planta está presente em todos os estados nordestinos, no norte de Minas Gerais, oeste de Mato Grosso e Rondônia.

A Baraúna caracteriza-se por ser uma das árvores mais altas da caatinga, atingindo entre 6 e 12 metros. Seu florescimento acontece nos meses de junho e setembro e frutifica entre outubro e novembro. No final da estação chuvosa seu comportamento hídrico chama a atenção, uma vez que o vegetal economiza água principalmente para o consumo das suas necessidades metabólicas. Logo após a fase de precipitação, a planta restringe a sua transpiração e passa a utilizar a água do subsolo durante alguns meses. Seu desenvolvimento é lento, mas alcança muitos anos de vida.

A Baraúna apresenta uma madeira dura e pesada, por isso tem grande durabilidade e é altamente resistente a decomposição em ambientes externos, sendo bastante utilizada na construção civil. Quanto ao seu uso medicinal, ainda está sendo estudada para o tratamento de doenças como a histeria e o nervosismo, contudo a planta também pode ser utilizada no tratamento de verminoses em animais.

Tendo em vista a utilidade da Baraúna para o Semiárido brasileiro, o Projeto Recaatingamento realizado pelo Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – Irpaa, com patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental, vem realizando o plantio de mudas da espécie em áreas onde já se constata a devastação do bioma Caatinga. O projeto também faz o plantio de outros vegetais da Caatinga como o ipê-roxo, o pereiro, o umbuzeiro, o juazeiro e etc.

O Recaatingamento, além de garantir a biodiversidade da caatinga, permite as famílias das comunidades Fundo de Pasto a sustentabilidade por meio do manejo de animais e da geração de renda por meio do beneficiamento de frutas silvestres, como o umbu e o maracujá do mato. Espécies nativas como a Baraúna são exemplos de árvores que garantem alimento para os animais, uso medicinal e utilização como matéria-prima, daí sua importância em garantir a perpetuação da mesma no Semiárido.

 Foto: Nilton de Brito

DoDesign-s Design & Marketing

Realização:

Parceria:

Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA DoDesign-s Design & Marketing
» Recaatingamento. Bahia, Brasil . Telefone: (74) 3611-6481. Fax: (74) 3611-5385 . Fazer login