Recaatingamento

1/11/2011

Empreendimentos de Agricultura Familiar participam de Seminário sobre certificação de produtos orgânicos

por

A dificuldade de certificação dos produtos nos empreendimentos de Agricultura Familiar do Território Sertão do São francisco tem sido um dos principais motivos que causam entraves ao processo de expansão da comercialização desse tipo de produção.

Com o objetivo de estudar, debater e encaminhar procedimentos de Certificação Orgânica Participativa, aconteceu entre os dias 24 e 29 de outubro o Seminário Territorial sobre Certificação de produtos da Agricultura Familiar e Economia Solidária, realizado pelo IRPAA e pela Cospe (Cooperação para o Serviço de Países Emergentes) no Centro de Formação Vargem da Cruz, localizado no Jardim Primavera, em Juazeiro (BA).

Cerca de 30 representantes de cooperativas, associações e grupos informais integrantes da Rede Sabor Natural do Sertão participam do evento que visa formar multiplicadores/as para o processo de certificação nos empreendimentos do Território, uma vez que apenas a Cooperativa de Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá – Coopercuc dispõe da certificação de sua produção orgânica.

A programação conta com a apresentação de experiências de organizações que já realizam a certificação orgânica e exposição de temas como qualificação dos produtos para a venda direta ao consumidor, organização e mercado, Políticas Públicas de Economia Solidária na Bahia e perspectivas deste tipo de economia no cenário político atual. Além disso, a participação do ICEA (Órgão com sede na Itália responsável pela certificação no Brasil) será de suma importância para os grupos participantes que pretendem se organizar para gerenciar os procedimentos de certificação de seus produtos. Nos dois últimos dias do seminário foi realizada simulação de campo em dois empreendimentos de Uauá, oportunidade em que as/os participantes conheceram na prática o processo de certificação.

Esta é uma iniciativa importante para o fortalecimento da rede de comercialização dos produtos desses grupos que trabalham, em sua maioria, com produtos originários da caatinga. No município de Juazeiro e Sento Sé, por exemplo, mini-fábricas de beneficiamento de frutas em breve estarão em funcionamento, uma ação viabilizada a partir do Irpaa, por meio do Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental, que patrocina o Projeto Recaatingamento, desenvolvido em sete comunidades Fundo de Pasto do Território. Os grupos gerenciadores desses empreendimentos vão precisar se inteirar do processo de certificação e assim garantir a venda da produção e, consequentemente, do crescimento da Economia Solidária e consumo de produtos orgânicos na região.

 

DoDesign-s Design & Marketing

Realização:

Parceria:

Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA DoDesign-s Design & Marketing
» Recaatingamento. Bahia, Brasil . Telefone: (74) 3611-6481. Fax: (74) 3611-5385 . Fazer login