Recaatingamento

6/04/2011

Comunidades de Sento Sé cultivam e aproveitam plantas forrageiras para alimentação dos caprinos

por

A partir das atividades que o Projeto Recaatingamento vem realizando na comunidade de Fartura, zona rural de Sento Sé, muitas famílias caprinocultoras agora conhecem melhor o potencial das plantas da caatinga e algumas espécies exóticas que podem ser usadas para alimentação do rebanho.

Com as primeiras chuvas nos meses de dezembro e janeiro, as/os produtores/as deram início ao plantio de sementes distribuídas pelo projeto, como o sorgo, leucena e gliricídia. Estas plantas, além de ricas em proteínas para os animais, algumas se destacam como fonte de nitrogênio para o solo, a exemplo da gliricídia.

O criador José Rodrigues, por exemplo, é um dos moradores da comunidade que tem participado ativamente das ações do Projeto Recaatingamento – desenvolvido pelo Irpaa com o patrocínio da Petrobras – e com isso passou a utilizar melhor sua propriedade, apostando no plantio do sorgo que, em breve, estará fornecendo grãos e palhas (folhas) para alimentação animal. O sorgo é uma planta que tem boa resistência à estiagem e na propriedade de S. José tem sido plantada consorciada com outras culturas.

A camaratuba e o quebra-facão, espécies nativas da caatinga, também tem sido bastante aproveitadas para a caprinocultura na comunidade de Fartura e povoados vizinhos. D. Laurencia Batista da Paixão diz que ela e outras criadoras também começaram a colher as plantas forrageiras da caatinga a partir das informações levadas pelos técnicos do Irpaa e agora estão aproveitando o período do verde para armazenar o máximo que podem.

Essa variedade de plantas nativas está sendo plantada na área de Fundo de Pasto cercada através do Projeto Recaatingamento, que visa a recuperação e preservação de áreas coletivas em comunidades agropastoris e extrativistas. Já as mudas de plantas exóticas são distribuídas para cultivo em quintais e roças, com o objetivo principal de torná-las suporte forrageiro. As mudas são produzidas em viveiro construído pelo projeto por meio de mutirão com moradores das comunidades.

Saiba mais sobre as plantas forrageiras:

Sorgo (Sorghun bicolor): Mais conhecido como milho de angola, é uma gramínea muito usada para fazer silagem na região semiárida. Tem o mesmo poder nutritivo do milho, com a grande vantagem de que consegue resistir à seca e produz palha e grãos em maior quantidade. Depois de cortado rebrota dando mais uma safra. Em terras fofas, de preferência, pode ser plantado em carreiras ou covas no começo das chuvas na fundura de dois dedos.

Leucena (Leucaena Leococephala L.): É uma leguminosa de crescimento rápido que atinge até 3m de atura no primeiro ano de plantio. Pode ser cortada e fornecida aos animas no coxo ou fazer da rama feno e silagem, mas deve ser apenas 30% da alimentação dos animais devido a mimosina nela contida que pode provocar intoxicação. É usada como adubo verde em solos.

Favela (Cnidoscolus phyllacanthus): Planta resistente à seca que se desenvolve em solos rasos e pedregosos. As ramas e cascas servem para fazer feno; as sementes são alimentos para animais silvestres e domésticos. Quando verde seus espinhos provocam coceira ao triscarem à pele, porém quando as folhas secam e caem deixam de ser urticantes e, então, são aproveitadas pelo rebanho.

Camaratuba (Cratylia mollis): É um arbusto e leguminosa de ramas não muito alta e flores rosa-roxo bastante procuradas pelas abelhas. Contém quase 13% de proteína bruta, 15,5% de amido e quase 8% de gordura. Tem boa digestibilidade e são ricas em cálcios e outros minerais.

Palma (Opuntia Ficus): Possui elevados teores de vitaminas e sais minerais, cálcio, fósforo, magnésio, tem boa palatabilidade e digestabilidade. Plantada em solos profundos, é capaz de extrair grande quantidade de água do solo, podendo possuir até 93%de água, por isso é de grande importante para alimentação animal, sobretudo em época de seca.

DoDesign-s Design & Marketing

Realização:

Parceria:

Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA DoDesign-s Design & Marketing
» Recaatingamento. Bahia, Brasil . Telefone: (74) 3611-6481. Fax: (74) 3611-5385 . Fazer login