Recaatingamento

14/11/2010

Formação com educadores e educadoras

por

Como parte das ações do Projeto Recaatingamento – desenvolvido pelo Irpaa, com  patrocínio da Petrobras, aconteceu  nos dias 9 e 10 de novembro, em Juazeiro, o 2º encontro de formação, desta vez para um grupo de professores dos municípios de Sento Sé, Sobradinho e Casa Nova.

Em parceria com as Secretarias Municipais de Educação, a atividade reuniu educadores e educadoras que atuam em escolas multisseriadas de áreas contempladas pelo Projeto e comunidades circunvizinhas. O colaborador do IRPAA, Ângelo Nery, integrante do Eixo de Educação, diz que “esta formação   incentiva o trabalho de educação ambiental à medida que trabalha os conceitos sobre meio ambiente e aborda os problemas ambientais existentes nas comunidades, reforçando a proposta da educação contextualizada”.

No segundo dia de atividade, o grupo discutiu a importância de inserir esta temática no projeto didático das escolas, baseando-se no entendimento de que a escola deve ser referencia para a comunidade.

A professora Nazaré da Rocha que atua na escola da comunidade de Melancia, em Casa Nova, e Antônia Dias que é educadora da escola indígena Truká, em Sobradinho, concordam que a participação neste tipo de atividade contribui para a melhoria do trabalho no dia a dia da escola. Para as educadoras, as crianças tem enorme facilidade de compreensão das informações e disposição para a mudança de hábitos, além de serem as maiores incentivadoras e divulgadoras das novas práticas apreendidas, argumentam.

O 1º encontro envolveu educadores dos municípios de Uauá e Curaçá e nos próximos dias 23 e 24 de novembro a formação será realizada em Canudos.

Avanços

Através de orientações sobre cuidado com a água potável, destino do lixo, produção de mudas e de fertilizantes orgânicos, construção de viveiro, entre outras atividades, o projeto tem trazido avanços para as comunidades e, consequentemente, para a qualidade de vida das famílias.

A importância do Recaatingamento é difundida na prática da sala de aula e em atividades de campo, considerando a necessidade de envolver toda a comunidade. “São coisas que muitas vezes, os alunos já sabem, mas precisam aprimorar e saber que tem que levar essas informações para casa e trazer também de casa para escola. O estudante é o meio de comunicação, a base da educação”,  afirma Diones dos Santos, educador da comunidade de Fartura, zona rural de Sento Sé.

Desde a simples iniciativa de corrigir alguém que joga papel no chão a atitudes maiores como replantio de árvores, a educação ambiental repercute e se faz necessária. “Estas ações contribuem com a conscientização, informação sobre o valor que a caatinga tem para o semiárido”, reforça a professora e militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Socorro Varela, que apóia essas e outras ações semelhantes que venham a acontecer no Assentamento Vale da Conquista, em Sobradinho.

DoDesign-s Design & Marketing

Realização:

Parceria:

Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA DoDesign-s Design & Marketing
» Recaatingamento. Bahia, Brasil . Telefone: (74) 3611-6481. Fax: (74) 3611-5385 . Fazer login