Recaatingamento

19/07/2011

Cursos de Beneficiamento de frutas começam a ser realizados pelo Projeto Recaatingamento

por

Integrantes do grupo de

As instruções sobre como utilizar a polpa do umbu e o maracujá da caatinga na produção de doces de calda e de corte, geleias e compotas são dadas na própria comunidade. Em dois dias de atividades, o grupo de 20 pessoas aprendeu os procedimentos mais usados para produção artesanal dos derivados das frutas da caatinga, facilmente encontradas nas áreas coletivas das comunidades. A presidente da associação agropastoril de Barriguda, Ana Neves dos Santos, a capacitação é uma atividade de muito interesse da comunidade e as práticas de fabricação simples e de fácil acesso. Para ela, esta ação poderá unir cada vez mais as comunidades para, de forma mais organizada, “beneficiar produtos no período certo das safras de frutas como: umbu, maracujá nativo e murici. Sem perder de vista a garantia da vida da caatinga em pé, e não derrubada”, destaca.

Esta iniciativa, colocada em prática pelo Irpaa, com o patrocínio da PetrOs próximos cursos agendados para este mês irão acontecer nos dias 19 e 20, na comunidade de Pau Ferro, município de Curaçá, 21 e 22 em Fartura, município de Sento Sé e 28 e 29 em Serra dos Campos Novos, Uauá. Além do beneficiamento de frutas nativas, serão feitos também cursos sobre gestão e cooperativismo nos sete povoados onde o projeto é desenvolvido.

DoDesign-s Design & Marketing

Realização:

Parceria:

Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA DoDesign-s Design & Marketing
» Recaatingamento. Bahia, Brasil . Telefone: (74) 3611-6481. Fax: (74) 3611-5385 . Fazer login